descricao

SESC POMPEIA RECEBE ELETRODROPS, FESTIVAL INÉDITO DE MÚSICA ELETRÔNICA
 

Em quatro dias de apresentações, de 8 a 11 de março, projeto mapeia a cena da música eletrônica feita hoje no Brasil; na sexta, 9 de março, é celebrado o dia mundial do DJ.
 

Evento faz o retorno aos palcos do Habitants, codinome artístico de Renato Malim, depois de 20 anos sem se apresentar ao vivo

 

Pela primeira vez em um festival, artistas importantes da cena da música eletrônica se reúnem para apresentar o que de mais novo está acontecendo neste gênero no país. “Eletrodrops” acontece no Sesc Pompeia, de 8 a 11 de março, na comedoria. Com curadoria de Gonçalo Vinha e Loop B, o evento vai fazer um verdadeiro mapa da cena da música eletrônica que é feita hoje no Brasil e exportada para o mundo. Diferente dos grandes festivais nos quais o DJ é protagonista, Eletrodrops vai priorizar o produtor de música eletrônica, com apresentações ao vivo (os chamados Live Acts e Live PAs - quando existem vocalistas ao vivo).

Além dos shows inéditos, o evento celebra o Dia Mundial do DJ, no dia 9 de março, como forma de valorizar a profissão. Somente há três anos a atividade foi reconhecida pela lei trabalhista brasileira.

No palco (ou nas “pick-ups”), se apresentam artistas de diferentes estilos e vertentes da música eletrônica. Tem house, techno, entre outros estilos e vertentes, reunindo nomes tanto consolidados da cena - Loop B, Volv Uncion, DJ Magal, Renato Ratier, Spavieri, Lore, Oil Filter, Corciolli e Murphy são alguns dos exemplos -, a nomes da nova geração, como IAO, L_cio , Technique, Stalker, Amanda Chang.

Com foco na pluralidade, a cenografia criada pelo light designer Caio Berti levará o público a uma experiência audiovisual. A cada noite, um VJ criará imagens integradas ao estilo da noite, colaborando ainda mais com a criação desta atmosfera.
 

Destaques

Cada um dos quatro dias será dedicado a uma vertente da música eletrônica. Os VJs Teo Ponciano e Spetto se alternam em cada dia, mesclando, ao vivo, o som com imagens transmitidas em um telão. A apresentação do EletroDrops é da jornalista de Mari Baxur.

Na quinta-feira (8/3), se apresentam DJ Junior C., Shadow Movement, IAO, L_cio e o DOC Masters (show que reúne Junior C, Shadow Movement, IAO, e L_cio).

Na sexta-feira (9/3), acontecem os shows do Volv Uncion (com Louis Kane), Corciolli (com MA3 e Fabio Cadore), Oil Filter & Stalker e Habitants (com Yasmin Calbo).

No sábado (10/3) é a vez das apresentações de DJ Magal, Technique, Xerxes, Lore (com Volv Uncion) e Loop B.

No último dia do Eletrodrops, domingo (11/3), o público confere shows de DJ Spavieri, Amanda Chang, Zorzn, DJ Murphy e Renato Ratier.

Os destaques são muitos. Na quinta, por exemplo, acontece um show inédito com artistas (que também se apresentam individualmente no mesmo dia) Junior C, Shadow Movement, IAO, e L_cio) e VJ Teo, que criarão músicas novas ao vivo especialmente para esta apresentação.

Alguns artistas aproveitaram o evento para lançar seus álbuns - é o caso de Lore e L_cio - e também singles - Magal, Oil Filter, Stalker, Technique e Volv Uncion. Há décadas sem se apresentar ao vivo, o Volv faz um dos shows mais esperados do evento - o artista é  considerado o pai de toda uma geração de músicos que utilizam os sintetizadores analógicos, da década de 1970, e faz suas músicas ao vivo (sem usar bases pré-gravadas).

Outra atração bastante esperada é retorno aos palcos do Habitants, codinome artístico de Renato Malim, depois de 20 anos sem se apresentar ao vivo.


SERVIÇO:

EletroDrops - Mostra de Música Eletrônica
De 8 a 11 de março de 2018, quinta a sábado às 21h, domingo às 18h30.
Comedoria

Ingressos: R$ 9,00 (credencial plena/trabalhador no comércio e serviços matriculado no Sesc e dependentes), R$ 15,00 (pessoas com +60 anos, estudantes e professores da rede pública de ensino) e R$ 30,00 (inteira).

Venda online a partir de 27 de fevereiro, terça-feira, às 12h.
Venda presencial nas unidades do Sesc SP a partir de 28 de fevereiro, quarta-feira, às 17h30.

Classificação indicativa: Não recomendado para menores de 18 anos.

Sesc Pompeia – Rua Clélia, 93.
Não temos estacionamento. Para informações sobre outras programações, acesse o portal sescsp.org.br/pompeia

Nos acompanhe!
instagram.com/sescpompeia
facebook.com/sescpompeia
twitter.com/sescpompeia

Para credenciamento, encaminhe pedidos para imprensa@pompeia.sescsp.org.br

 

Assessoria de Imprensa
Com Canal Aberto
Márcia Marques | Carol Zeferino | Daniele Valério
Contatos: (11) 2914 0770 | 9 9126 0425

marcia@canalaberto.com.br | carol@canalaberto.com.br | daniele@canalaberto.com.br


Assessoria de Imprensa Sesc Pompeia:
Fernanda Porta Nova e Guilherme Barreto
Estagiários: Camila Cetrone e Matheus Morgado
Coordenador de comunicação: Igor Cruz
Telefone: (11) 3871-7720 / 7776

imprensa@pompeia.sescsp.org.br

 

Material de apoio:
 

quinta-feira 08/03

L_CIO (Lê-se Laércio)

Um flautista transversal é uma visão indiscutivelmente rara na música de dança eletrônica, do produtor musical  L_cio (leia-se: Laércio).  Tendo se tornado conhecido por um público mais amplo graças a suas colaborações com artistas experientes no chão, como  os estrangeiros Portable ou Patrice Bäumel, o nativo de São Paulo não aspira a ser um DJ, mas aprofunda a performance ao vivo em um contexto de club - o que o levou para tornar-se o mais raro de todas as coisas, um músico eletrônico ao vivo que realiza um show único de improviso a cada apresentação, fazendo de cada uma experiência única para o público. Nascido em São Paulo para uma família profundamente religiosa, Laercio passou por toda a vida em sua vida - em meio aos desafios do cotidiano, seus pais adventistas tirariam todos os tipos de instrumentos sempre que a situação o permitisse, introduzindo uma mente jovem e curiosa para uma vasta gama de expressões musicais. Não seria, portanto, surpreendente que nosso herói se sentisse em casa rapidamente com notas e barras, escolhendo a flauta como sua primeira arma de escolha, que estudou ansiosamente desde os sete anos de idade. Com um fundo tão multifacetado na música, o retoque inevitável com sintetizadores e outros meios de geração de som eletrônico era uma questão de tempo do que uma ambição.  Sua versão para a música “Construção” de Chico Buarque, foi licenciada com honras pelo autor para que L_cio a refizesse a sua maneira com grande sucesso.

IAO

A dupla paulista, tendo como head a DJ e produtora Paula Chalup (filha direta da nação Hells Club, o primeiro after hours do Brasil), vem fazendo história com seus lançamentos e apresentações como as realizadas nas edições do festival Rock In Rio no RJ e Portugal. O mix de house, techno mostra músicas de personalidade no seu live act. Paula Chalup é uma workaholic nata além de produtora musical, DJ é A&R do selo fonográfico DJ sound Music e vem movimentando bastante o cenário de música eletrônica descobrindo e dando suporte a novos talentos com lançamentos importantes que tem ganhado holofotes. É uma admirável artista num meio ainda dominado majoritariamente pela ala masculina, mostrando que há espaço para a mulher dentro do segmento, prova disso é uma compilação que está fazendo reunindo apenas produções de música feitas por mulheres e que ela vai mixar com lançamento para breve.

SHADOW MOVEMENT

Shadow Movement cria  música para compartilhar sentimentos com o mundo. E essa simples necessidade de transbordar esses sentimentos é responsável pela incessante busca por novas texturas e ritmos na música de dança do artista. Em meados de 2014, quando o Shadow Movement teve um alcance surpreendente em seu primeiro lançamento: "I.D.", lançado pela gravadora D.O.C de Gui Boratt, , chegou ao topo das paradas e obteve apoio de artistas de renome mundiais como Maceo Plex, Stephan Bodzin e Solomun, apenas para citar alguns. Depois disso, o nome Shadow Movement tornou-se uma constante por trás de aclamados singles, EPs e também dentro de cases de DJs em todo o mundo. O projeto é orquestrado pela mente criativa de Rafael Bartel. Seus shows em locais notáveis ​​como Hive Club (Zurique), Le Sucre (Lyon), Amsterdam Dance Event (Amsterdã), Tomorrowland Brasil, Warung Beach Club, Carlos Capslock e Boiler Room transformaram o assistente de estúdio em um produtor musical respeitado.​

DJ Junior C.

Junior C., é DJ e produtor musical o “Caçula” do selo D.O.C. de Gui Boratto ganhou o mundo com o lançamento do single “Coming Over” feat. John Evans. Suas residências em clubs como D-Edge e Laroc atestam o seu potencial na arte das mixagens. Ele prepara novos lançamentos pela gravadora para 2018.

D.O.C special DJ set

Um inédito batizado de  “D.O.C. set”, nunca feito no mundo encerra a primeira noite do ELETRODROPS, nele os artistas: Shadow Movement, IAO, Junior C e L_cio sobem ao palco munidos de sintetizadores, controladores, baterias eletrônicas e toca-discos para um show único com músicas e versões inéditas criando uma nova trilha sonora para seus próprios trabalhos. A ideia da apresentação foi algo especialmente desenvolvido para esta mostra no SESC Pompéia, e foi cria do mentor do D.O.C.,  Gui Boratto aliado a Claudio Silberberg (A&R do selo), criaram um espetáculo único para o público presente, e um exercício de criatividade musical para os artistas envolvidos.

 

sexta 09/03

OIL FILTER vs. STALKER

Pioneiro da cena Techno “made in Brazil”, OIl Filter germinou para outros projetos paralelos e o mais recente é o Stalker. Uma barreira de sintetizadores e sampler são erguidas no palco para suas apresentações que já tomaram de assalto palcos de festivais como Skol Beats, Free Jazz, HMF, BMF, além dos Sescs (Vila Mariana, Pompéia, Belenzinho, Consolação) e clubs do exterior Miami, Berlin, Porto, Lisboa, Amsterdam. Uma discografia com mais de 80 lançamentos, sendo dois álbuns autorais. Fez remixes oficiais lançados para artistas de calibre como Marina Lima, Otto, Daúde, New Order, Depeche Mode.  Além de um CD tributo oficial ao grupo alemão Kraftwerk. Os shows são audiovisuais com imagens desenvolvidas especialmente para cada show. Foi eleito o melhor Live P.A. do Brasil em 2008 pelos leitores da revista DJ Sound. Para este evento eles lançam um show batizado de "E-Shepperd", sendo os únicos  artistas musicais da América do Sul com a ONG americana Sea Sheppard focada na proteção e preservação dos oceanos. No show eles ainda apresentam o single inédito "Near Dark" que sai em abril, além de hits como "Sunrise" e "Robot Rock", além de "Automation" do último álbum "Gods & Gasoline" que teve algumas de suas músicas mixadas em Los Angeles pelo produtor americano Andy Wallace (que já trabalhou com Nirvana, sonic Youth e e o eletrônico belga Front 242), que foi parar nas mãos da dupla Deep Dish vencedora do Grammy Awards de música eletrônica que divulgou o Oil filter pelas pistas de dança mundo afora.

HABITANTS

O Habitants, codinome artístico de Renato Malim, tornou-se cultuado com músicas como “Drama”, “Shadow Flame” que tornaram-se club hits da Techno music brasileira, dando origem ao álbum (CD) homônimo lançado em 1994 pela gravadora Cri Du Chat Disques que também lançou o single de “Drama” em vinil.  Com tours que passaram pro clubs e festivais do Brasil ,teve destaque na abertura do show do grupo inglês Chemical Brothers (em 1997), na capital paulista. Com mais singles e álbuns lançados pela Sony Music em 1997, o Habitants tem o seu catálogo completo relançado digitalmente pela Sony Music e prepara um novo álbum para 2018. Em seu show atual apresenta os primeiros hits aliados a novas músicas.

CORCIOLLI

Exímio tecladista e apaixonado pelos sintetizadores, Corciolli é um dos maiores nomes da Lounge Music mundial, e colocou o Brasil no topo das paradas da world music com seus álbuns recheados de texturas e belas melodias. Conquistou uma legião de fãs pelo Brasil e pelo mundo, é um dos tótens da "modern new age", cheia de grooves. Neste show ele vai ter participações especiais do músico MA3 (com saxofone e flautas étnicas), e do vocalista Fabio Cadore. O seu último álbum batizado de "

VOLV UNCION

Um dos pioneiros da música eletrônica no Brasil, sendo um dos fundadores da gravadora Cri Du Chat Disques (pioneira no Brasil desde 1988 voltada exclusivamente para música eletrônica) , Moritz Schoenermman é produtor musical e mentor do projeto Volv Uncion que se tornou Cult na cena brasileira e Européia devido ao uso de instrumentos analógicos e samplers em suas composições. Foi DJ de clubs como Madame Satã, Armageddon, Hoellisch entre outros. Também foi integrante e produtor musical das também, bandas: Individual Industry e 3 Cold Men. Fez diversas tours pela Europa e apresentou-se também em clubs como Columbia, Broadway, Cais e SESC Pompéia. Ele preparou um live set especial para nosso festival com participação especial do músico Louis Kane.

LOOP

Loop B faz sua música com instrumentos não convencionais (como máquinas de lavar, pneus, furadeira, porta de carro e outros acessórios), unidos a bases eletrônicas.  O show nada usual tornou-se um dos melhores do segmento pela interação com o público. Letras em português e inglês e faixas instrumentais dão à tônica. Um novo álbum está sendo trabalhado para breve, chance do público ouvir muitas novidades do artista.

TECHNIQUE

O trio Technique, da capital paulista, é o mais novo representante da música eletrônica nacional a entrar no mercado mundial, neste ano de 2017 debutaram no palco do WGT Festival na Alemanha, um dos maiores do mundo no segmento ao lado de grandes nomes internacionais. Sua discografia já conta com dois álbuns autorais “Memorizer” (2013) e “Touching The Void” (2016), além de participações em coletâneas internacionais (Alemanha, Inglaterra, Itália, Rússia).

No palco os sintetizadores são aliados aos drum pads e aos vocais de Alex TB. Dentro deste festival eles lançam com exclusividade o preview do novo álbum aliado a hits dos anteriores.

LORE & VOLV UNCION

Lore é uma das primeiras bandas de Technopop (também chamado de Synthpop), do Brasil  o EP “Uncontrolable” lançado em vinil em 1992 completa 25 anos em 2017. Para comemorar o lançamento a banda entrou em estúdio e gravou um novo álbum “Ideogram” que sai pela Cri Du Chat Disques. A volta aos shows foi inevitável e a dupla esta novamente com uma tour ao lado do projeto musical Volv Uncion especialista em instrumentos analógicos (como os lendários sintetizadores Moog).

DJ MAGAL

O DJ pioneiro da música eletrônica no Brasil desde 1982 apaixonou-se pela música eletrônica ao ouvir discos de funk americano, mas foi com o single “Don´t Crash” dos belgas do Front 242 que comprou do amigo (Alex Atala (o premiado chefe de cozinha brasileiro com renome internacional foi DJ na década de 80), que Magal abraçou as sonoridades). Muitos clubs como os já lendários Rose BomBom e Madame Satã foram das primeiras residências do DJ no início de carreira que deslanchou no final do anos 90. Magal toca em clubs e festivais do Brasil e exterior. Nas produções musicais ele detém uma série de singles lançados além de uma compilação mixada pelo selo alemão Killa Beat/Offbeat.

 

domingo 11/03

SPAVIERI

Spavieri é um dos DJs pioneiros no Brasil dentro da música eletrônica. Ainda nos 90 criou o fanzine profissional “Absolute Control” que tornou-se referência no segmento com informações só encontradas em veículos impressos (jornais, revistas e tablóides) importados. Devido ao sucesso foi lançada também uma compilação em disco de vinil, compilada por Spavieri, chamada Absolute Control lançada pela gravadora Cri Du Chat Disques. Em mais de duas décadas de trabalho com música eletrônica o artista tornou-se residente e organizador do Super After do club D-Edge além de compor o casting de artistas da D-Agency.

ZORZN

Fabiano Zorzan de codinome ZORZN (antigamente denominado Propulse é um dos live´s pioneiros no Brasil com apresentações em clubs e festivais como Skol Beats, XXXperience entre outros. Ao vivo manipula sintetizadores analógicos (como o lendário sintetizador Moog) aliados a modernos controladores. Na sua discografia consta um álbum autoral e diversos singles em gravadoras prestigiadas como a própria D-EDGE Records. É residente da noite Moving do club D-EDGE há uma década.

RENATO RATIER

O mentor do D-EDGE é DJ e produtor musical de mão cheia e percorre os clubs e festivais do Brasil e do mundo. Sua exímia experiência empreendedora o colocou como um dos grandes panteões para não dizer um dos patronos da cena brasileira apontando para o futuro e sempre inovando. Detém uma extensa discografia como produtor musical incluindo gravadoras internacionais como a renomada Get Physical.  Para ele a música eletrônica é uma forma de arte que adquire tentáculos a experiências audiovisuais.

MURPHY

Murphy foi um office boy na capital paulista, e sua determinação o levou a ser um dos DJs de maior calibre em nosso território. Ao ganhar um concurso de DJs viajou para Londres e teve contato com as raízes da cena que se espalhou pelo mundo todo. De volta ao Brasil, aprimorou sua técnica onde manipula simultaneamente até quatro toca-discos e CDJs, mostrando todo seu talento e elevando a arte do DJ para um outro nível. Também detém uma extensa discografia de singles, EPs e compilações mixadas. Ele é nosso Pelé da música eletrônica.  Sua presença é constante nos maiores clubs e festivais do Brasil e do mundo, suas performances e o som forte deixam o público de boca-aberta. Vivenciar uma de suas apresentações é ter contato com a cultura DJ na sua essência, onde o DJ é maestro.

AMANDA CHANG

A carioca Amanda Chang é DJ e produtora musical. Residente do club Privilége de Buzios e do D-EDGE, já destilou sua música no exterior em tours pela Europa, incluindo Ibiza, além de festivais como Rock In Rio (Brasil e Lisboa). Ela encontrou paixão nos sintetizadores modulares e com isso uma nova forma de apresentar-se. Amanda toca ao vivo num mix de DJ set e live usando seus sintetizadores modulares, conferindo uma experiência única para suas platéias.


VJs:

Os VJ´s são um dos destaques do festival através de vídeos exclusivos concebidos para cada um dos quatro dias do festival. Através música aliada as imagens o público vai ter uma experiência audiovisual em cada uma das apresentações. O palco e estrutura da Choperia do SESC Pompéia vão ganhar vida através de imagens.

Nós convidamos dois dos maiores VJs do Brasil e do mundo para esta empreitada.

VJ SPETTO:

O paulistano é um amante da música eletrônica e já foi premiado internacionalmente como um dos melhores do mundo. Assina a parte visual de imagens em diversos festivais no Brasil e exterior como a XXXperience, além de artistas. Um dos ápices da sua carreira foi desenvolver o cenário de led e criar as imagens projetadas nele durante a abertura e encerramento dos Jogos Olímpicos do Brasil no Rio de Janeiro.

Fundou o núcleo United VJs e também faz projeções com a técnica do mapping e avançando para o body mapping (projeção usando seres vivos (pessoas).

VJ TEO

Apaixonado por música passou a desenvolver  projetos visuais, e desenvolveu belas imagens para projetar na quinta (08/03) e sábado (10/03) no festival.


LIGHT DESIGNER:

Caio Bertti

O light designer Caio Bertti, foi o convidado para assinar o design de iluminação do palco do festival. Ele fará uma programação de luz exclusiva para cada um dos artistas ao longo dos quatro dias do festival casando com a parte visual projetada pelos VJ´s do evento.

Caio é responsável por criar a magia de iluminação para grandes eventos do Brasil como os festivais Lollapalooza, Tomorrowland além de grandes shows solo como Sting, Phill Collins, o DJ Armin Van Buuren entre outros.

 

APRESENTADORA:

Mari Baxur

Para o festival a apresentadora escolhida é Mari Baxur, amante e jornalista de música eletrônica, apresentadora fixa do evento Fashion Meeting e dos canais de TV a cabo: Alpha Channel e DJ Sound TV, além de outros. Numa abordagem clara para leigos e iniciados Mari Baxur vai contar detalhes e curiosidades ao longo dos quatro dias do festival antes das apresentações dos artistas.

Compartilhar :