descricao

SHOW INÉDITO REÚNE ALMA THOMAS, ELLEN OLÉRIA E LENY ANDRADE NO TEATRO DO SESC POMPEIA

 

“Influência do Jazz” acontece nos dias 8 e 9 de março e traz ao lado das cantoras o pianista paraibano Salomão Soares, o baixista Thiago Alves e o baterista Paulo Almeida.

 

Três grandes vozes femininas acompanhadas por um power trio de respeito interpretando estandartes do jazz norte-americano e canções brasileiras que dialogam com o gênero. “Influência do Jazz” acontece no teatro do Sesc Pompeia em dois shows - 8 e 9 de março, às 21h.

Os shows trazem a história deste rico diálogo musical e reúnem três cantoras: a novaiorquina formada pela Berkeley, Alma Thomas, e as brasileiras Ellen Oléria, conhecida por sua voz cintilante e por sua linguagem de improviso, e Leny Andrade, considerada uma das maiores cantoras de jazz do Brasil. Juntas, as cantoras executam canções do jazz que influenciaram a música brasileira, assim como canções de um repertório brasileiro contemporâneo que carrega elementos dessa mistura sonora.

A direção geral do projeto é de Ellen Oléria, responsável também pela produção musical em parceria com Salomão Soares. O músico paraibano, que também é responsável pelos arranjos das canções apresentadas, participa dos shows tocando piano. Completam o ‘power trio’ de instrumentistas Thiago Alves (baixo) e Paulo Almeida (bateria).

Juntas, as artistas fazem versões que explicitam a relação entre o jazz e a música brasileira, criando um diálogo musical entre gêneros tradicionais afro-americanos que pouco a pouco migraram para o formato da canção popular tal como conhecemos hoje.

No repertório estão tanto versões para canções “símbolo” do jazz, como “It’s Always You” (Chet Baker) e “Cry me a River” (Arthur Hamilton), como músicas brasileiras influenciadas (ou que guardam similaridades) com o gênero - de “A Rã” (João Donato e Caetano Veloso), “Samba de uma Nota Só” (Tom Jobim e Newton Mendonça), “Nós” e “Eu & A Brisa” (Johnny Alf) até a canção que batiza o espetáculo “Influência do Jazz” (de Carlos Lyra).

 

SERVIÇO:

Influência do Jazz, com Alma Thomas, Ellen Oléria e Leny Andrade
Dias 8 e 9 de março de 2018, quinta e sexta-feira, às 21h
Teatro

*O Teatro do Sesc Pompeia possui lugares marcados e galerias superiores não numeradas. Por motivo de segurança, não é permitida a permanência de menores de 12 anos nas galerias, mesmo que acompanhados dos pais ou responsáveis. Abertura da casa com 30 minutos de antecedência ao início do show.

Ingressos: R$ 9,00 (credencial plena/trabalhador no comércio e serviços matriculado no Sesc e dependentes), R$ 15,00 (pessoas com +60 anos, estudantes e professores da rede pública de ensino) e R$ 30,00 (inteira).

Venda online a partir de 27 de fevereiro, terça-feira, às 12h.
Venda presencial nas unidades do Sesc SP a partir de 28 de fevereiro, quarta-feira, às 17h30.


Classificação indicativa: Não recomendado para menores de 12 anos.

 

Sesc Pompeia – Rua Clélia, 93.
Não temos estacionamento. Para informações sobre outras programações, acesse o portal sescsp.org.br/pompeia


Nos acompanhe!
instagram.com/sescpompeia
facebook.com/sescpompeia
twitter.com/sescpompeia

Para credenciamento, encaminhe pedidos para imprensa@pompeia.sescsp.org.br

 

Assessoria de Imprensa
Com Canal Aberto
Márcia Marques | Carol Zeferino | Daniele Valério
Contatos: (11) 2914 0770 | 9 9126 0425
marcia@canalaberto.com.br | carol@canalaberto.com.br | daniele@canalaberto.com.br


Assessoria de Imprensa Sesc Pompeia:
Fernanda Porta Nova e Guilherme Barreto
Estagiários: Camila Cetrone e Matheus Morgado
Telefone: (11) 3871-7720 / 7776

imprensa@pompeia.sescsp.org.br

 

Material de apoio:

Alma Thomas: A nova-iorquina formada pela Berkley e radicada no Brasil há mais de 10 anos, lançou recentemente o single Broke my heart in two, versão em inglês do hit Você partiu meu coração. Com a cantora Alma Thomas a canção vira uma balada romântica, tema da novela Pega Fogo da Rede Globo.

Ellen Oléria: Ellen é uma cantora e compositora brasileira. Nascida e criada em Brasília, foi lá que se formou em Artes Cênicas na Universidade de Brasília. Com mais de 16 anos na estrada da música, a artista acumula prêmios em festivais, 5 discos lançados e turnês realizadas pelo Brasil e mundo afora. A versatilidade de Ellen estende-se também ao seu ativismo político que podemos acompanhar no programa Estação Plural, exibido semanalmente pela TV Brasil em que a artista é apresentadora. Atualmente Ellen Oléria está em temporada em seu primeiro musical – como atriz - circulando entre Brasília, Rio de Janeiro, São Paulo e Belo Horizonte. Indicada como melhor cantora (canção popular) pelo Prêmio da Música Brasileira por seu mais recente disco e com este trabalho a artista tem se apresentado pelo Brasil.

Leny Andrade: Leny nasceu no Rio de Janeiro, no dia 25 de janeiro de 1943 e começou a estudar piano aos seis anos de idade. Em seguida se apresentou com êxito em programas de calouros e ganhou uma bolsa de estudos para o Conservatório Brasileiro de Música. Depois de uma temporada de sucesso na Argentina, foi para o México, onde viveu por cinco anos. Gravou discos mais chegados ao samba e à música de vanguarda nos anos 70, como "Alvoroço" (73) e "Leny Andrade" (75). Em 79, na Columbia, gravou o LP "Registro", voltando ao samba-jazz, seara muito particular que Leny  sempre dominou com maestria. Cantando ao lado de artistas como Dick Farney, Luiz Eça, Wagner Tiso, Eumir Deodato, Francis Hime, Gilson Peranzzetta e João Donato, Leny Andrade firmou-se como a maior cantora brasileira de jazz, conhecida por sua notável capacidade de improvisação.

Compartilhar :